Blog

Como aliar conteudo envolvente e otimizado para seo

Como aliar conteúdo envolvente e otimizado para SEO

By REDAÇÃO DOXXA | 16 julho 2020

O Google é o ponto de partida para quem quer encontrar qualquer coisa na internet. Qualquer coisa mesmo! Entre as pesquisas mais realizadas no ano passado, estão “como fazer com que as pessoas gostem de mim?” e, ainda, “Por que o Japão está na Copa América?”. Ao todo, são mais de 40 mil buscas por segundo, no mundo inteiro. Como se destacar nesse oceano de informações? A resposta está em três letras: SEO.

Para cada uma dessas buscas, a trabalhosa função do Google é encontrar as páginas mais relevantes, aquilo que o usuário realmente quer ler quando busca por aquelas palavras. Por isso existe um ranqueamento de todas as páginas que o buscador encontra. Os resultados considerados melhores aparecem logo nas primeiras páginas – 75% dos usuários não passam da primeira página do resultado de busca e 68% de todos os cliques da busca orgânica vão para os primeiros três resultados.

Pode ser por preguiça do visitante ou pode ser por encontrar logo na primeira página o que precisa. A questão é que você precisa otimizar o seu conteúdo com técnicas de Search Engine Optimization (SEO) para poder figurar entre esses primeiros resultados. 

 

Você também pode se interessar:
Inteligência de mercado: você já parou para pensar sobre isso hoje?

 

Quem adota isso já colhe resultados como o crescimento do tráfego orgânico em 77,8%, além do acréscimo de 41,8% na qualidade do tráfego, de acordo com o estudo SEO Trends, feito com empresas brasileiras. Mas como é possível escrever de forma relevante e ainda agradar aos mecanismos do Google? É isso que você vai descobrir neste artigo especial sobre conteúdo otimizado para SEO.

 

O passado é um prólogo

Otimização está longe de ser algo novo dentro do vocabulário do mundo do marketing, mas com as constantes remodelagens e adaptações feitas pelo Google, houve quem acreditasse que o SEO vinha perdendo relevância e estava morto. 

A verdade é que estratégias antigas, como densidade de palavras-chave ou as cloaking pages – uma mesma página mostra um conteúdo para os buscadores e um outro conteúdo para os usuários – já são facilmente identificadas pelo Google e penalizadas por serem formas artificiais de elencar o conteúdo entre os primeiros resultados. 

Com o RankBrain, uma das grandes atualizações do Google baseada em machine learning e inteligência artificial, as palavras-chave seguem tendo importância, mas agora com menos peso. Agora, o algoritmo entrega resultados não só baseados em palavras-chave específicas, mas dentro do conceito do que foi procurado, interpretando buscas complexas e substituindo o trabalho manual de criação de listas de sinônimos e derivações.

Ou seja, SEO está mais vivo do que nunca. Se já era importante antes, agora se tornou ainda mais essencial para o crescimento orgânico das páginas. O Google está sempre se atualizando, a tecnologia não para de evoluir e o mercado se torna cada vez mais maduro para acompanhar as mudanças.

Devido a canais como Google meu Negócio e e-commerces, a otimização para mecanismos de busca é um dos principais investimentos em marketing das empresas em 2020. Isso é o que revela o estudo “Perspectivas para o Mercado Digital 2020”, elaborado por mLabs e Social Media Week SP. O Censo Agências 2019, realizado com mais de 650 gestores de agências de publicidade, comunicação e marketing, apontou que 48% dos entrevistados considera SEO cada vez mais importante.

 

Conteúdo é o que importa

Que as estratégias de SEO ajudam a ranquear melhor sua página, acreditamos que não há mais dúvidas. Mas como vimos há pouco, não basta repetir a palavra-chave incessantemente, usar meta-description ou rechear o texto de links externos. 

O Google, a cada atualização do algoritmo, valoriza mais a qualidade do conteúdo tendo em vista se ele é útil ou pouco relevante para o usuário. A satisfação é medida pelo engajamento, como permanência numa página, se o visitante clica nos links para ver outros conteúdos, se comenta e até se compartilha nas redes sociais. 

Mais do que usar as palavras-chaves com alto número de buscas, é preciso pensar em detalhes mais aprofundados. Invista em conteúdos originais, autênticos, atualizados e com informações corretas. Essas características são valorizadas pelo Google e conseguem conquistar a fidelidade dos leitores. Inclusive, chega a ser interessante atualizar e repostar boas publicações antigas do seu blog. Segundo a Backlinko, isso pode aumentar mais de 100% do tráfego.

Ranquear bem os seus conteúdos influencia no retorno dos visitantes, já que os usuários são mais propensos a clicar em um resultado se a marca aparecer várias vezes nas páginas do mecanismo de busca. 

 

Como otimizar os textos sem perder qualidade?

Um texto otimizado é capaz de atrair um leitor, mas se ele for realmente relevante, é difícil conseguir o engajamento. Isso gera uma queda no tempo de permanência nas páginas e prejudica o ranqueamento. Também não engesse o seu texto na ânsia de encaixar as palavras-chave. O ideal é escrever de modo que o visitante nem perceba que houve a intenção de destacar aquele termo de alguma forma.

Aqui vão quatro pontos que requisitam especial atenção na hora de pensar estratégias de SEO e qualidade de texto: 

 

  • Long tail e head tail

Conhece o conceito de cauda longa? De forma breve, trata-se de valer mais a pena segmentar ao máximo seu conteúdo ou produto, tornando-se especialista em micro áreas, do que tentar englobar uma área genérica. 

Assim, long tail são expressões mais específicas do que as palavras-chave head tail, que são abrangentes e generalistas. É a diferença entre pesquisar “vestido” e buscar “vestido longo de festa bordô”. 

Por isso, use as palavras-chave long tail e head tail de acordo com os termos mais pesquisados. Observe possíveis variações que se encaixam na palavra-chave utilizada, use também sinônimos e termos correlacionados. Isso ajuda a reduzir a repetição excessiva a palavra-chave e melhora o SEO. 

A soma de diversas palavras-chave long tail é capaz de superar o tráfego de poucas palavras-chave head tail. Até porque, metade das pesquisas em mecanismo de busca usam quatro palavras ou mais, afirma a Hubspot

 

  • Featured snippets 

São aqueles resultados rápidos que aparecem acima dos links orgânicos. Como essa lista quando buscamos “pessoas mais ricas do mundo”:

1

O Google entende que esse recurso é valioso para o usuário, já que oferece rapidamente a resposta que ele quer. Trata-se de um trecho da página que melhor responde à busca. Isso é ótimo para que você receba mais visibilidade e tráfego.

As dicas para otimizar o seu site para que essa respostas prontas são essas: destaque parágrafos, faça tabelas e enumere listas. Para aparecer em listas, por exemplo, organize o texto para que cada item da lista seja uma heading tag (H2 ou H3), de maneira que o Google escaneie facilmente o seu conteúdo.

 

  • Backlinks

Você pode ter os ótimos conteúdo, mas se eles não forem citados por outros sites relevantes, o Google não tem como saber que você tem autoridade no mercado. Por isso os backlinks continuam sendo diferenciais em uma estratégia de SEO.

Não só guie o leitor até outra página do blog ou site que tenha um conteúdo relevante ao que está lendo, como tenha um conteúdo relevante que possa ser referenciado em outros sites. A publicação de pesquisas, por exemplo, é uma ótima forma de ser citado depois. Mais uma possibilidade é fazer parcerias, como oferecer posts relevantes para outros sites e blogs da sua área.

2

 

  • Buscas visuais

O consumo de vídeos e imagens tem pautado blogs e redes sociais nos últimos anos. Por isso, é importante pensar no conteúdo visual como parte das suas estratégias digitais. 

Além de ilustrar posts com vídeos, fotos, infográficos, GIFs e memes,  você deve ajudar o Google a entender as suas imagens. Lembre-se de inserir o texto alternativo (tag alt), o título da imagem (title tag) e a legenda. O mesmo vale para os vídeos, que devem ter legenda e descrições que identifiquem o seu conteúdo.

Os vídeos publicados no Think with Google, por exemplo, a ferramenta de insights desenvolvida pela Google, sempre contam com transcrição:

3

 

Se esse conteúdo foi relevante para você, não deixe de assinar a nossa newsletter e seguir acompanhando os conteúdos da Doxxa. Até mais!

Sobre o autor

REDAÇÃO DOXXA

Posts relacionados

Uma receita de sucesso com personas foque nos ingredientes 270x202 14 abril 2020

Personas são o ingrediente essencial da sua receita

By REDAÇÃO DOXXA | 14 abril 2020

Para se comunicar de forma eficiente e construir um bom relacionamento com os clientes, é crucial conhecê-los ...

Leia mais
Marketing de conteudo mais eficiente na era digital 270x202 24 junho 2020

Marketing de conteúdo mais eficiente na era digital

By REDAÇÃO DOXXA | 24 junho 2020

É preciso ter uma estratégia consistente para se adequar às novas oportunidades do mercado ...

Leia mais
Podcast tendencia em estrategia de conteudo 270x202 8 julho 2020

Podcast: tendência em estratégia de conteúdo

By REDAÇÃO DOXXA | 8 julho 2020

Alcance clientes em potencial, entregue valor e estabeleça sua marca ...

Leia mais
Mensagem enviada com sucesso!