Blog

30

Redes sociais geram prospecção e lembrança de marca

By REDAÇÃO DOXXA | 16 outubro 2020

 

Mais da metade da população mundial utiliza as redes sociais, o que contabiliza cerca de 3,9 bilhões de pessoas, segundo relatório publicado em julho de 2020 pela We Are Social, uma agência criativa internacional que atua com grandes marcas, como Adidas, Samsung e Netflix. Entretanto, mesmo com grande potencial para prospecção, mais do que atrair novos seguidores e clientes, o desafio das empresas é saber como se posicionar para gerar lembrança de marca. 

Leia mais:
>> Engajamento das marcas aumenta 200% nas redes sociais
>> Mídias sociais impactam na receita das marcas 

Ainda de acordo com a We Are Social, os brasileiros são ativos nas mídias sociais, com o total de 140 milhões de usuários conectados mensalmente, representando 66% dos 212 milhões de pessoas. Com tantos usuários online, não é mais tão difícil encontrá-los, porém, cada marca deve conhecer o seu público e definir quem quer atingir e envolver. Do contrário, estará desperdiçando uma grande oportunidade de se tornar referência, criar e manter novas conexões. 

Foco no público-alvo

Antes de mais nada, vamos começar conhecendo alguns dados das redes sociais mais acessadas e hábitos de consumo no Brasil. 

Redes sociais mais usadas: 

  • Facebook: 90% 
  • Instagram: 79%
  • Twitter: 48%
  • LinkedIn: 37%

Hábitos de uso: 

  • 84% das pessoas com acesso à internet usa redes sociais;
  • O tempo médio de conexão é 3h e 31 minutos; 
  • 51% usa as mídias para trabalho. 

As métricas coletadas nas suas mídias (como gênero, faixa etária e localidade dos seguidores), aliadas a uma pesquisa direta com os usuários, apoiam a construção de um perfil do público, que será o ponto de partida para suas ações. Procure entender por que do usuário segue a empresa, o que espera da sua marca, o que identifica como seus diferenciais. 

Tudo isso para entender, entre outras questões, em quais canais será mais fácil encontrar o seu público. Desta maneira, é muito mais fácil se comunicar com ele, fazendo com que suas ações sejam melhor direcionadas e, consequentemente, apresentem melhores resultados. 

Entretanto, vale ressaltar que você poderá se deparar com mais de um perfil. Por exemplo, um homem solteiro, 30 anos, com ensino superior completo, que acessa sua página para se informar sobre finanças em geral. E também uma mulher de 40 anos, casada, pós-graduada, que tem interesse em e-commerce. Isso não é um problema! Pelo contrário, essas informações ajudam a montar estratégias mais personalizadas, específicas para cada cliente. 

Mas qual é a rede social certa? 

Agora, chegou a hora de identificar qual é o melhor canal para o seu negócio. Afinal, é importante conhecer, além de uma chance de prospecção, onde suas ações terão mais efeito. 

Lembra que falamos sobre as métricas dos seus canais? Com elas, também é possível detectar em quais redes sociais estão os usuários que mais podem se identificar com seus produtos e serviços, lembrando que cada rede tem uma linguagem própria e, ainda que possa ter vários tipos de usuários, atinge um público específico. 

Por exemplo, se as pessoas costumam encontrar seu produto ou serviço pelo Facebook e preferem se comunicar pelo Messenger, faz muito mais sentido focar nele, não é? Depois dessas dicas, vamos a algumas ações que auxiliam na prospecção nas quatro redes sociais mais usadas entre os brasileiros:

Facebook 

Com a capacidade para atingir até 120 milhões de pessoas em solo nacional, o Facebook lidera o ranking das redes sociais, sendo um ótimo local para negócios B2C, já que você pode se relacionar de forma mais direta com os atuais e também futuros clientes. Quando se fala em vendas para pessoa física, produza conteúdo e ofereça o que sua persona busca – sempre pensando que a compra é feita, essencialmente, pelo emocional. 

Imagine que um usuário olhou algum produto no seu site, mas não fechou a compra. Sabendo disso, você pode apresentar promoções exclusivas em anúncios do Facebook Ads relacionadas àquele produto. Talvez, ao ver o mesmo produto com preços mais atrativos, o usuário acabe fechando negócio. Mas tome cuidado para não ser muito insistente, ou você pode fazer com que o cliente, além de desistir da compra, deixe de seguir a sua marca – e não é isso que você quer. 

Instagram 

A rede de fotos e vídeos está na segunda posição, com 91 milhões de usuários. Conforme o Guia do Instagram para Negócios, 85% das pessoas online no Instagram descobrem produtos novos, 72% interagem com influenciadores e 60% acompanham marcas, sendo que 61% são seguidores de empresas que não são suas favoritas, mas produzem conteúdos interessantes. Esse canal se mostra muito eficaz na prospecção e no contato B2C. 

Algumas atualizações feitas nos últimos tempos facilitaram, e muito, os negócios realizados pelo Instagram, sendo possível colocar o preço de uma mercadoria mostrada em uma foto ou vídeo do IGTV, com o Instagram Shopping, facilitando o processo de venda. Os stories também podem ser seus aliados em ações de prospecção. Neles, você pode divulgar seus produtos e serviços, promoções, além de colocar links direto para o seu site, por exemplo. 

Twitter 

Mais de 41 de milhões de pessoas usam diariamente a rede social do passarinho azul, famosa por seus 280 caracteres e trending topics. Segundo a We Are Social, o índice de usuários que compram pelos anúncios não é tão alto (7%), porém, essa plataforma é excelente para interação e branding. Nela, é aconselhável fazer postagens mais curtas e compartilhar links. 

O dinamismo do Twitter é um grande diferencial em relação às outras mídias, pois o que você quer informar precisa ser dito em um número limitado de palavras. Mas não pense que não é preciso pensar no conteúdo! Justamente pela jovialidade ligada a essa plataforma, você deve investir em uma linguagem mais direta e simples. Afinal, quem não lembra das interações da Netflix e piadinhas com seus seguidores do Twitter? 

LinkedIn 

Mais conhecida por ser uma plataforma voltada para o ramo profissional, o LinkedIn, com seus 30 milhões de usuários, pode ajudar a fortalecer a sua marca. Apesar de ser mais comum o contato com outras empresas (B2B), também é possível encontrar e interagir com pessoas, mas de modo um pouco mais formal. 

No LinkedIn, artigos, conquistas e reflexões são ações usadas por várias empresas, gerando bons materiais e demonstrando sua identidade no mercado. Experimente, ainda, fazer conexões com seus produtos, serviços, projetos, ações, missão, visão e valores a algum acontecimento atual, não esquecendo de interagir, de forma adequada, nos comentários. 

Independentemente das redes sociais nas quais você decidir investir, o que deve ficar claro é que, para se tornar referência e manter um público fiel, é indispensável pensar além da prospecção, produzindo conteúdos de qualidade, bem pensados e direcionados, usando as mídias a seu favor. 

Quer ficar por dentro das novidades e tendências em comunicação? Confira outras publicações no blog da Doxxa e nos siga nas redes sociais!

Sobre o autor

REDAÇÃO DOXXA

Posts relacionados

Yubo registra crescimento de 1300 no brasil 270x202 22 setembro 2020

Yubo registra crescimento de 1300% no Brasil

By REDAÇÃO DOXXA | 22 setembro 2020

Nova rede social tem objetivo de deixar usuários mais confortáveis, sem likes ou seguidores ...

Leia mais
4 elementos de uma estrategia de conteudo bem sucedida 270x202 12 agosto 2020

4 elementos de uma estratégia de conteúdo bem-sucedida

By GABRIELA ESCOBAR | 12 agosto 2020

Alguns passos prévios são cruciais para que o conteúdo gere resultados ...

Leia mais
Aumente a audiencia do seu podcast com quem entende de seo 270x202 28 julho 2020

Aumente a audiência do seu podcast com SEO

By REDAÇÃO DOXXA | 28 julho 2020

Estratégias de otimização de buscas são fundamentais em diferentes mídias ...

Leia mais
Mensagem enviada com sucesso!