Blog

Rihanna, Kylie Jenner e a queda do Snapchat

By REDAÇÃO DOXXA | 20 março 2018

Nesta semana, a Snap Inc., empresa que desenvolve o aplicativo Snapchat, se viu em uma situação delicada quando a cantora Rihanna se pronunciou contra a plataforma e foi responsável por uma queda de 3,6% no valor de mercado da organização.

Segundo a cantora, e vários screenshots tirados por seus fãs, um anúncio de um jogo de “você prefere” veiculado no app perguntava aos usuários se eles preferiam dar um soco em Chris Brown ou um tapa em Rihanna. Vítima de violência doméstica em 2009, durante o relacionamento com Chris Brown, a cantora não deixou por menos e pediu que seus fãs deletassem o Snapchat.

Na série de Instagram Stories em que denunciou a publicidade, Rihanna ainda disse que o Snapchat deveria se sentir envergonhado por veicular um anúncio que, ao que tudo parecia, fazia piada com a violência doméstica.

Imediatamente ao pronunciamento da cantora, a empresa perdeu U$800 milhões do seu valor de mercado e precisou se retratar. A Snap Inc. disse sentir muito pelo acontecido, removeu a propaganda de sua plataforma e bloqueou o usuário que promoveu o anúncio.

Coincidentemente, semanas antes do acontecido com Rihanna, a empresa já tinha se visto em situação similar quando a influencer Kylie Jenner comentou no Twitter que há muito tempo não abria o app em seu celular. Embora apenas um comentário, a declaração de Kylie foi responsável por uma perda de U$1,3 bilhões para a companhia e uma queda de 6,1% de valor comercial.

A situação do Snapchat com Rihanna e Kylie Jenner, que juntas somam milhões de seguidores no Instagram, apenas demonstram o poder que os influenciadores têm sobre as mídias sociais e sobre as grandes companhias. Estes exemplos são bons cases, também, para entender como agir diante do descontentamento de consumidores e jogam um holofote sobre a importância de uma empresa estar atenta e escutando o que o público tem a dizer.

Para o Snapchat, o acontecimento marca apenas mais um obstáculo em um ano difícil. Em 2017, a empresa iniciou um programa de mudanças que prometia trazer o mesmo sucesso do Facebook, o Snap Accelerate. O programa prometia o crescimento da mídia social com um incentivo a startups, que anunciariam no app, recebendo benefícios e créditos destinados a comprar espaço de publicidade na plataforma.

Desde então, a Snap Inc. tinha voltado a ser favorita entre adolescentes norte-americanos e estava vendo certo crescimento. Porém, os recentes acontecimentos com Rihanna e Kylie Jenner podem atrapalhar (e muito) esse processo.

 

Fonte: http://bit.ly/2FMte3f

 

Leia também:

• O ponto em que o Marketing de Conteúdo encontra a cultura de marca

• A Geração Z está deixando as mídias sociais

• Sua marca precisa de um posicionamento social que seja verdadeiro

Sobre o autor

REDAÇÃO DOXXA

Posts relacionados

18 julho 2018

A geração Z e sua desilusão com as mídias sociais

By REDAÇÃO DOXXA | 18 julho 2018

Pesquisa mostra que muitos dos nascidos entre meados dos anos 1990 e início dos anos 2000 estão abandonando as redes sociais temporária ou permanentemente. ...

Leia mais
25 maio 2018

Geração Alpha: o desafio futuro do marketing

By REDAÇÃO DOXXA | 25 maio 2018

Nascidos a partir de 2010, a Geração Alpha será formada por imersos em tecnologia que verão todas as situações como oportunidades de interagir e aprender. ...

Leia mais
21 maio 2018

Novos Millennials? Nada disso: conheça a Geração Z

By REDAÇÃO DOXXA | 21 maio 2018

Os millennials monopolizaram o foco do marketing por um longo período, mas chegou o momento de conhecer melhor a Geração Z. ...

Leia mais
Mensagem enviada com sucesso!